5 dicas para malhar o abdômen e diminuir a flacidez - KinesioSport

5 dicas para malhar o abdômen e diminuir a flacidez

Assim como todas as outras regiões do corpo, malhar o abdômen requer um treinamento físico adequado e seguro para a musculatura, tanto na academia quanto em casa. Dessa forma, o praticante evita o perigo de lesões na área.

No entanto, as dúvidas sobre como trabalhar os músculos do abdômen são muito frequentes. Até porque o objetivo de muitas pessoas ao começar a malhar é reduzir a flacidez e conquistar a tão desejada barriga definida.

Pensando nisso, separamos 5 dicas para ajudar você a atingir os objetivos desejados. Quer saber mais? Então, continue lendo este post!

5 dicas para malhar o abdômen

Os exercícios abdominais contribuem muito para o fortalecimento dos músculos da região central do corpo, localizada entre o peito e o quadril. Assim, além de proporcionarem uma barriga sarada, oferecem diversos benefícios, como uma maior definição da cintura, melhor postura e até mesmo mais equilíbrio.

Confira algumas dicas para ajudar você a trabalhar melhor essa área do corpo!

1. Conheça os vários tipos de abdominais

Existem diversos abdominais que ajudam a eliminar a gordura localizada e ainda colaboram para a tonificação dos músculos da região. Eles podem ser realizados na academia ou em casa, porém, é recomendado que haja o auxílio de um instrutor para evitar riscos e danos à musculatura

Veja alguns dos tipos de abdominais:

– abdominal tradicional: basta deitar no chão e inclinar o tronco para a frente repetidamente. A flexão faz com que os músculos envolvidos se exercitem e melhoram a definição;

– ab rocker: com a ajuda do aparelho, as flexões abdominais são feitas com uma maior facilidade e conforto. Elas trabalham a região sem risco de lesões e dores musculares;

– abdominal com perna elevada: ao levantar as pernas, o abdômen é contraído, de modo que os músculos são ainda mais trabalhados;

– ponte abdominal: com a região lombar e o quadril retos, os braços sustentam o corpo e, para se manter firme, é necessário aplicar força no abdômen. Consequentemente, a musculatura se fortalece.

2. Saiba a quantidade ideal de repetições

É importante repetir esses exercícios por cerca de 15 vezes, a cada série. Para manter uma progressão e bons resultados, é interessante fazer aproximadamente 3 séries, no mínimo duas vezes na semana.

Entretanto, cada organismo reage de modo diferente a uma série de atividades. Por isso, é importante buscar a ajuda de um profissional especializado para montar um plano adequado para as capacidades do seu corpo.

3. Sempre varie o tipo de exercício

Além das séries e repetições, vale a pena variar entre diferentes exercícios, a fim de trabalhar todos os músculos da região abdominal e do seu entorno.

Para ter resultados mais efetivos, também é necessário cuidar da alimentação. A dica é consumir alimentos com alto teor proteico, pois eles auxiliam no fortalecimento muscular e na hipertrofia.

4. Respeite o tempo de descanso dos músculos

É extremamente importante que haja um intervalo entre os exercícios físicos, durante e após a prática. Quanto maior o período de descanso, maior a reposição de ATP, ou seja, mais energia para prosseguir com o treino durante a semana.

Além do mais, exercitar-se sem pausas pode causar fadiga muscular. Nesse caso, é produzido ácido lático e o seu excesso pode ser bastante prejudicial ao organismo.

5. Entenda que os resultados levam tempo

Como você viu, cada corpo responde de uma forma diferente ao treinamento: a genética e o metabolismo influenciam muito os resultados. Algumas pessoas começam a perceber os resultados das atividades físicas em algumas semanas, mas a média é de 30 a 90 dias.

Ao começar qualquer treino para fortalecimento muscular, é importante contar com um check-up médico para garantir que não haja contraindicações, junto do acompanhamento de um educador físico ou outro profissional da área. Dessa forma, é possível malhar o abdômen e diminuir a flacidez sem deixar de lado a saúde e a qualidade de vida.

Gostou do post? Então, aproveite e assine a nossa newsletter para receber mais conteúdos como este!