Alimentação à base de plantas tem conquistado brasileiros     - KinesioSport

Alimentação à base de plantas tem conquistado brasileiros    

Quem aí nunca colocou como meta para o novo ano ter uma vida mais saudável que atire a primeira pedra, não é mesmo? Além disso, a pandemia impulsionou os cuidados com a saúde e elevou a popularidade da alimentação à base de plantas. 

Alimentação dos brasileiros está mudando

Basta analisar os números para notar que a busca por uma alimentação mais saudável e pela diminuição dos impactos ambientais vêm crescendo cada vez mais. Segundo o relatório Vida Saudável e Sustentável, realizado pelo Instituto Akatu e GlobeScan, em 2020, 68% dos brasileiros pesquisaram sobre uma dieta mais sustentável.

Ainda, de acordo com reportagem da Revista Saúde, o Brasil tem atualmente mais de 30 milhões de pessoas que se identificam como vegetarianas. Esse número é duas vezes maior, quando comparado ao de 2012.

3 em cada 10 pessoas estão diminuindo seu consumo de carne no Brasil

Além disso, o perfil alimentar daqueles que estão reduzindo o consumo de carnes e dando prioridade a alimentos à base de vegetais, também cresceu significativamente e hoje representa 30% da população brasileira.

Uma pesquisa do Inteligência em Pesquisa e Consultoria (Ipec), realizada em 2021, mostrou que 46% dos brasileiros já deixam de comer carne, por vontade própria, pelo menos uma vez na semana. Além disso, há um movimento dedicado para que, pelo menos uma vez na semana, a pessoa não consuma carne, o “Segunda Sem Carne”. 

Mas por que as pessoas estão optando por dietas à base de plantas? 

De acordo com a nutricionista e especialista sênior em políticas alimentares no programa Alimentação Consciente Brasil, Bruna Nascimento, os motivos são vários. “Uma dieta à base de vegetais está relacionada com riscos reduzidos de diversas doenças, como cardiovasculares, diabetes do tipo 2, hipertensão, alguns tipos de câncer e obesidade”, explica. 

Além disso, muitas pessoas têm se conscientizado em relação à exploração animal. Há, ainda, o impacto ambiental desse sistema de produção industrial, que agrava ainda mais a crise climática e a degradação de ecossistemas. Segundo o MapBiomas, 90% das perdas de vegetação natural dos biomas brasileiros estão relacionadas à agropecuária.  

Como começar? 

Em primeiro lugar, toda e qualquer mudança na sua alimentação deve passar pela análise de um nutricionista. Esse profissional vai montar um plano alimentar personalizado e ideal para as suas necessidades nutricionais.  

O ideal é começar diminuindo o consumo de carne no dia a dia e acrescentando mais proteína vegetal, que é facilmente encontrada em grãos, castanhas, alimentos integrais, entre outros. 

E você, já experimentou uma alimentação à base de plantas ou está pensando em aderir a ela nesse ano? Conta pra gente!