Bandagem elástica em tratamentos estéticos - KinesioSport

Bandagem elástica em tratamentos estéticos

Uma das cenas mais comuns em que a bandagem elástica começou a ser notada, foi no corpo de jogadores durante partidas de futebol. A fita adesiva é usada tanto para prevenção, como para reabilitação, seja na prática esportiva ou no dia a dia. Seu foco é na performance e no bem-estar, buscando contribuir para uma vida ativa com qualidade. Mais recentemente, a bandagem elástica tem sido a queridinha também dos tratamentos estéticos.

De acordo com o artigo “A bandagem elástica adesiva aplicada a estética”, de Dailys Pires Bergesch, Lidiane Isabel Filippin e Thiago de Jesus Borges, da Universidade La Salle, as principais publicações encontradas sobre a bandagem elástica aliada a estética dizem respeito de drenagem linfática, diminuição dos edemas e fortalecimento muscular. Os autores ainda acreditam que a bandagem traga benefícios ao tratamento das fisiopatologias estéticas como a celulite, por exemplo.

Surgimento

Na década de 70, o médico quiroprata japonês Kenzo Kase, desenvolveu este produto visando aliviar a dor e reduzir edemas através da melhora da circulação linfática, além de gerar maior estabilidade articular e melhorar a contração muscular. Desde que apareceram no corpo de atletas nas olimpíadas de Seul, em 1988, começaram a se popularizar entre a categoria.

Benefícios

Como já falamos por aqui, a bandagem adesiva contém elastano, material que proporciona elasticidade e grande flexibilidade. Isso permite que ela se “encaixe” perfeitamente nas formas do corpo, além de favorecer a transpiração. Essas características têm feito com que a bandagem seja utilizada até mesmo para tratamentos estéticos no rosto.

Uso da bandagem elástica nos tratamentos estéticos

Por não possuírem contraindicações, as bandagens elásticas podem ser aplicadas em crianças, gestantes e idosos. Elas são aliadas tanto para prevenção e tratamento de lesões, quanto para fins estéticos, como por exemplo para auxiliar num tratamento de drenagem linfática ou na reabilitação de uma cirurgia. 

A forma de uso é simples e inclui colar a bandagem de modo a envolver o músculo e/ou fixar a articulação. Apesar de permitir a amplitude normal do movimento das articulações, ela evita que movimentos bruscos possam causar lesões. Por ser à prova d’água, não é preciso tirá-la na hora de tomar banho ou de praticar esportes aquáticos.

E aí, gostou de saber mais sobre o uso da bandagem elástica em tratamentos estéticos? Tendo em vista as novas necessidades que esse uso da bandagem exige, lançamos a linha KinesioSport Soft. Especialmente desenvolvida para peles sensíveis, essa bandagem possui fibras sintéticas de alta elasticidade em seu tecido. Isso proporciona maior conforto e transpiração da pele.

As bandagens KinesioSport Soft são ideais para uso em tratamentos pediátricos, estéticos, pós-cirúrgicos, geriátricos, neurológicos e em gestantes, por exemplo. Saiba mais sobre a linha KinesioSport Soft aqui.