Como evitar problemas de pele no verão - KinesioSport

Como evitar problemas de pele no verão

O verão está aí, e é natural que a gente passe mais tempo com roupas molhadas ou úmidas, seja pelo suor ou por estar curtindo a praia ou piscina. Você sabe quais cuidados são importantes para evitar os problemas de pele no verão?

Mesmo quem vai ficar em casa nas férias, o que é o mais recomendado devido ao atual momento que vivemos, pode querer curtir um tempo na piscina ou tomar aquele belo banho de chuva para espantar o calor, não é mesmo? E por estarmos no conforto do lar, ficamos o dia todo com a roupa de banho úmida e nem percebemos.

Além disso, quem sai da academia às vezes pode acabar demorando para trocar a roupa suada, o que também ajuda na proliferação de microrganismos que causam problemas.

Problemas mais frequentes

De acordo com um artigo publicado no portal Minha Vida, o calor, o sol, a umidade, a tendência pessoal e até mesmo a mudança nos hábitos de higiene facilita o desenvolvimento de algumas doenças. As mais comuns são as micoses (“pano branco”, outros tipos de micose de pele e unhas), o desencadeamento do herpes simples, as infecções dos pelos (foliculites), as queimaduras por “plantas” e as parasitoses.

Micoses

Outro problema comum no verão é a micose no corpo ou nos pés. O principal sintoma é a coceira e descamação da pele da região afetada. Também pode haver vermelhidão no local e, no caso das unhas, uma mudança de cor e espessura – ficam mais amareladas e grossas. 

“O ‘pano branco’ ou a pitiríase versicolor, pode se apresentar como manchas brancas no corpo, especialmente no pescoço, ombros, costas e peito, e pode progredir para o abdômen ou, mais raramente, para a raiz das coxas. Essas manchas podem ter cores diferentes, como marrom, rosa ou vermelho, e por isso é chamado versicolor”, explica a Dermatologista Bhertha Tamura.

Muitas vezes, as feridas são percebidas apenas no verão, quando há exposição mais frequente ao sol. As áreas de pele afetadas por fungos e micoses não bronzeiam, seja pela presença da micose ou por substâncias que o fungo libera na área. 

O tratamento é, em geral, simples. São usados medicamentos antifúngicos no local ou em comprimidos. Porém, as lesões podem demorar para desaparecer, por isso a disciplina é fundamental para eliminar o problema.

Candidíase

Outro problema, muito frequente nas mulheres, é a candidíase.  Com o aumento da umidade e do calor, o fungo que causa a doença, que já está presente no nosso organismo, começa a se proliferar de forma muito mais rápida do que o normal. Caracterizada por uma infecção na parte externa dos genitais femininos, pode causar coceira e sensação de queimação. Já nos homens, a infecção por candidíase causa uma inflamação na glande e no prepúcio. 

Dicas para evitar infecções de verão

A melhor forma de evitar problemas de verão é a prevenção. Confira algumas dicas práticas para diminuir a chance de se contaminar:

– Evite o excesso de calor e o acúmulo de umidade em áreas como os pés, as axilas e a virilha;

– Prefira usar roupas largas e bem ventiladas, evitando as justas e de tecidos sintéticos;

– Não use toalhas ou roupas emprestadas;

– Depois do banho, certifique-se que os espaços entre entre os dedos dos pés, a virilha e outras dobras do corpo estejam bem secos;

– Escolha sempre roupas íntimas de fibras naturais como o algodão, pois as sintéticas prejudicam a transpiração e não absorvem a umidade;

– Procure não ficar muito tempo com a roupa de banho ou da academia molhada;

– Use sandálias ou sapatos que permitam a ventilação dos pés. Quando precisar usar calçados fechados, exponha-os ao sol após o uso;

– Evite caminhar sem calçados em locais públicos ou de alta circulação, como o vestiário da academia ou o chuveiro do clube.

Gostou das dicas? Nos conta nos comentários o que você faz para evitar problemas de pele e infecções no verão!