Como pedalar com segurança durante a pandemia - KinesioSport

Como pedalar com segurança durante a pandemia

O ciclismo foi uma das modalidades esportivas que mais cresceu recentemente no mundo todo. E com muito mais pessoas praticando, pedalar com segurança durante a pandemia pode se tornar um desafio. 

Em julho de 2020, as vendas de bikes aumentaram 118% em comparação ao mesmo período de 2019, segundo pesquisa realizada pela Associação Brasileira do Setor de Bicicletas (Aliança Bike). Ou seja, o mercado de bicicletas e a prática da modalidade vivem um momento histórico no Brasil.

E não é para menos, já que inclusive a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que a população priorize a bicicleta como meio de deslocamento durante esse período, por permitir o distanciamento social.

Confira alguns cuidados para praticar o ciclismo de forma segura durante a pandemia ou depois que tudo isso passar.

Segurança na prática do esporte

Devido ao isolamento, algumas pessoas estão trabalhando em sistema de home office e acabam tendo tempo para pedalar somente à noite. Este é o momento em que se deve ter ainda mais cuidado no trânsito. Ainda, muitos atletas dessa modalidade têm preferido pedalar em rodovias, já que a chance de aglomeração é menor do que no perímetro urbano.

Por isso, além das medidas de distanciamento, do uso da máscara e de carregar o seu frasco de álcool gel, os equipamentos de proteção também são importantes. O uso correto de itens como capacete, retrovisor, faixas refletivas, buzina e lanterna são essenciais para que você pedale com segurança. 

Para quem está começando e não quer investir muito em equipamentos, a dica são as faixas refletivas comercializadas em ferragens. Esses itens costumam ter preços acessíveis e funcionam para que você seja facilmente identificado pelos outros veículos.

Não ande na contramão

Segundo reportagem da revista Superinteressante, a bicicleta está sujeita a regras básicas de circulação, assim como qualquer outro veículo. “Há obrigações legais e multas previstas para o ciclista. Então, nada de andar na contramão, furar sinal vermelho nem fazer conversão sem dar seta”. No caso do ciclista, a seta é um aceno com o braço na direção em que irá seguir.

Evite ciclovias em horários de pico

Você já sabe que o mais seguro é ficar em casa. Mas se optar por usar a bicicleta para trabalhar, ou para fazer a atividade física do dia, evite a ciclovia nos horários de pico. Isso porque, mesmo cumprindo todos os protocolos de saúde, não estamos imunes ao vírus. Além disso, nem todo mundo tem obedecido aos decretos e regras básicas de higiene, deixando até mesmo de utilizar a máscara na rua.

Pedalar com segurança durante a pandemia é se proteger do coronavírus e se manter visível nas ruas para evitar acidentes!