Exercícios físicos e pandemia: como se cuidar - KinesioSport

Exercícios físicos e pandemia: como se cuidar

Com a pandemia de coronavírus, o indicado foi e ainda é ficar em casa. No que tange ao esporte, academias foram fechadas, assim como parques e alguns outros locais públicos. Ambientes em que muitos costumavam correr e pedalar, por exemplo. Mas como se cuidar praticando exercícios físicos durante a pandemia?

Alguns atletas adaptaram a rotina para não “enferrujar” neste período e continuam se exercitando em casa. No entanto, recentemente, academias de todo o país vêm reabrindo aos poucos, com capacidade limitada e cuidados de higiene redobrados. Com isso, bate aquela incerteza de voltar ou não a frequentar o local e como se cuidar. Parques continuam fechados, mas começa a dar aquela vontade de correr na rua, já que não é proibido, desde que se use máscara.

Com essas possibilidades, surgem especulações e até mesmo Fake News sobre os exercícios físicos durante a pandemia. A Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte (SBMEE) vem divulgando informes sobre o tema. Com isso, fizemos um compilado das principais dúvidas para trazer para você as respostas dadas pelo time de especialistas da SBMEE:

Academias e o risco de infecção

Segundo a SBMEE, com recomendações endossadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde do Brasil (MSB), “se deve evitar a prática de exercícios físicos em locais fechados e com possibilidade de grande número de frequentadores simultaneamente, pois isto aumenta a probabilidade de transmissão do coronavírus”. Além disso, o uso e manipulação de equipamentos por diferentes pessoas, que podem estar com superfícies eventualmente contaminadas por praticantes infectados, aumenta também o risco de transmissão da COVID-19. “Desta forma, a ida a academias, clubes esportivos e similares, mesmo em condomínios, onde esta situação de aglomeração e/ou uso compartilhado de equipamentos possa ocorrer, deve ser evitada por todos”.

Exercício ao ar livre e o risco de infecção

De acordo com a SBMEE, realizar exercício físico ao ar livre está recomendado, observando sempre os protocolos de prevenção. “Ressaltem-se os cuidados para que o exercício seja feito de forma isolada (nunca em grupo), evitando aglomerações e contatos pessoais próximos, respeitando distância interpessoal adequada (pelo menos de um metro, segundo o MSB), além de manter os cuidados preconizados de etiqueta respiratória e de higiene”. Além disso, “ao sair de casa, o praticante pode se expor a situações de imprevisibilidade, precisando estar atento para evitar a possibilidade de aproximação inadequada com outras pessoas em elevadores de prédios, áreas comuns de condomínios e em espaços públicos, além do risco potencial de contato com superfícies diversas, eventualmente contaminadas”.

Exercícios e sistema imunológico

Conforme a SBMEE, a prática regular de exercícios físicos está associada a uma melhora da função imunológica em seres humanos. “Isso não quer dizer que uma pessoa fisicamente ativa está imune ao coronavírus, pois este é um agente infeccioso novo, com a população mundial não tendo exposição suficiente para ter anticorpos para combater este vírus”. Portanto, é preciso manter os cuidados gerais, como evitar aglomerações, lavar as mãos regularmente com água e sabão ou usar álcool gel 70%, por exemplo.

Uso de máscaras durante a prática

Segundo a SBMEE, o uso de máscaras no ambiente social está sendo preconizado por diversas entidades de saúde. “Em especial, nas localidades onde está decretada a obrigatoriedade do uso de máscara, em ambientes públicos, desde que a prática de exercícios físicos ao ar livre e/ou em academias esteja liberada pelo poder executivo, deve-se usá-la ao exercitar fora de casa, até pela necessidade de cumprimento de uma determinação legal. Portanto, se você mora numa localidade que se enquadre nesta situação, a máscara deve ser usada, tanto nas práticas esportivas ao ar livre, quanto em academias”.

Quem é apaixonado pelo esporte sabe que um dia sem treino já pode ser ruim. Imagina uma quarentena, que nem sabemos quando irá acabar? No entanto, a saúde deve sempre ser posta em primeiro lugar. Inclusive com você se exercitando em casa ou até mesmo na rua, com todos os cuidados indicados acima. Os exercícios físicos durante a pandemia são importantes sim, mas também é preciso cuidar do outro. Afinal de contas, podemos estar contaminados e sequer apresentarmos sintomas. Por isso, sempre tome todas as medidas preventivas e se puder fique em casa, pois vai passar!