Higiene bucal: saiba porque a saúde começa pela boca - KinesioSport

Higiene bucal: saiba porque a saúde começa pela boca

Você já deve ter escutado a frase “a saúde começa pela boca”, não é mesmo? Em 25 de outubro comemora-se o Dia Nacional da Saúde Bucal, que tem como objetivo chamar a atenção para os cuidados com a saúde oral. Mas você sabe como a higiene bucal reflete diretamente na sua saúde geral?

Além de exercer papel fundamental na fala, mastigação e respiração, a boca é a maior cavidade do corpo a ter contato direto com o meio ambiente, sendo a porta de entrada para bactérias e outros microrganismos prejudiciais à saúde.

De acordo com o Ministério da Saúde, uma boa higiene bucal diminui o risco de desenvolvimento de problemas bucais e dentários. É importante ressaltar que enfermidades da boca têm relação direta com o fumo, o consumo de álcool e a má alimentação. Além disso, outras doenças podem ter relação, direta ou indiretamente, com problemas de higiene bucal.

Cuidados

Para ter um sorriso bonito e saudável, é preciso escovar os dentes todos os dias, após cada refeição e também uma última vez antes de dormir. Utilize uma escova de dente de tamanho adequado, com cerdas macias e creme dental. Além disso, é essencial passar o fio dental entre todos os dentes.

Manter uma alimentação saudável, ingerindo doces com moderação, principalmente entre as refeições, também colabora com a saúde bucal. Quem usa aparelho ortodôntico deve se preocupar mais com a limpeza dos dentes e da gengiva e com o uso do flúor, pois o aparelho retém muitos restos de alimentos.

Doenças provocadas pela má higiene

As principais doenças bucais são a placa bacteriana, a cárie dentária, o cálculo dentário, além de doenças da gengiva e lesões bucais, segundo o Ministério da Saúde:

Placa bacteriana – É uma película viscosa e incolor formada por bactérias e restos alimentares acumulados na superfície dos dentes e na gengiva. Ela se desenvolve mais rápido com a ingestão frequente de açúcares;

Cárie –  Caracteriza-se pela destruição das estruturas calcificadas dos dentes (esmalte, dentina e cemento). É provocada pelos ácidos produzidos pelas bactérias da placa bacteriana quando ingerimos açúcar com frequência e pode causar dor e desconforto;

Cálculo dentário – Quando a placa bacteriana não é removida totalmente, por meio de uma correta escovação, ela calcifica e forma uma espécie de crosta amarelada e endurecida sobre os dentes. O dentista poderá realizar a limpeza profissional, removendo-o dos dentes;

Doenças da gengiva – As doenças gengivais também são causadas pelo acúmulo de placa bacteriana. A doença começa com a inflamação da gengiva, chamada de Gengivite. Inicialmente, nota-se que a gengiva sangra e a pessoa sente gosto de sangue na boca;

Lesões bucais – Devemos aproveitar os momentos da escovação dos dentes para observar se existem lesões (manchas, caroços, inchaços, placas esbranquiçadas ou avermelhadas, feridas), principalmente na língua, bochecha, lábios, céu da boca, embaixo da língua ou na garganta.

Para além das doenças na boca…

Você sabia que periodontite – inflamação do tecido que sustenta os dentes e que provoca sangramentos na gengiva – pode ocasionar doenças para além desta região? As bactérias que se proliferam na boca e causam a infecção podem migrar para outras partes do corpo quando não são devidamente tratadas. Por isso, essa doença pode estar relacionada a outras, como a artrite reumatoide e até mesmo o Alzheimer. Este alerta é do curso de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

A UFMG alerta que quando os microrganismos responsáveis por essa inflamação oral caem na corrente sanguínea, e atingem outras partes do organismo, podem possibilitar enfermidades como lúpus e doenças reumáticas. Além disso, algumas doenças cardiovasculares, como infarto, e também doenças neurológicas, como o Alzheimer, podem ter relações com a periodontite.   

“Não é a única causa do Alzheimer, pois é uma doença muito complexa. Mas ela pode ter sim uma associação com esse distúrbio e até pode aumentar o risco de Acidentes Vasculares Cerebrais”, pontua a professora do Departamento do Aparelho Locomotor da Faculdade de Medicina da UFMG, Débora Cerqueira Calderaro. Ela ressalta que vários estudos ainda estão em andamento, por isso não é possível afirmar que a periodontite cause todas essas doenças. “Mas percebemos que existe alguma associação”, observa a professora.

Prevenção é essencial

É importante ressaltar também que os principais fatores de risco para o câncer de boca são o uso frequente de tabaco, nas formas de cigarro, charuto, cachimbo ou outras; o consumo frequente de bebida alcoólica; uma dieta baseada na ingestão frequente de alimentos ricos em gorduras e pobres em proteínas, vitaminas e sais minerais; e exposição frequente ao sol, sem usar protetor (para os casos de câncer de lábio).

Como você viu, a relação entre higiene bucal e saúde é direta, já que a saúde da nossa boca pode ajudar na prevenção de doenças que começam pela boca e migram para outras regiões do corpo. Por isso, não se esqueça de escovar os dentes diariamente e procurar um dentista pelo menos uma vez ao ano. Uma avaliação profissional e o cuidado regular podem evitar problemas de saúde.