Ioga reduz estresse causado pelo trabalho, diz estudo  - KinesioSport

Ioga reduz estresse causado pelo trabalho, diz estudo 

Os relatos de pessoas estressadas por causa do trabalho são cada vez mais constantes. E com a pandemia a situação só piorou, afinal de contas, muita gente teve que abraçar mais atividades que o comum. Outros, apesar do home office, ficam até altas horas à disposição da empresa. Mas você sabia que a ioga reduz o estresse do trabalho?

De acordo com um estudo publicado no Journal of Occupational Health, a ioga é a modalidade campeã na luta contra o estresse no trabalho. A meta-análise reuniu pesquisas comparando a prática a outras técnicas, como massagem terapêutica, relaxamento muscular progressivo e alongamento, por exemplo. 

O que é ioga? 

A ioga é uma prática que tem como objetivo trabalhar o corpo e a mente de forma interligada. Essa prática conta com exercícios que auxiliam no controle do estresse, da ansiedade, e das dores no corpo e na coluna, por exemplo. Além disso, a ioga é capaz de melhorar o equilíbrio e promover a sensação de bem estar e disposição, podendo ser praticada em qualquer idade e ambiente. 

Estudo científico 

A pesquisa citada acima avaliou 688 profissionais de saúde, classe que está sob constante pressão. A massagem alcançou uma boa pontuação na tarefa de desestressar, mas nada se comparou aos ganhos proporcionados pela ioga.

“O estresse ativa o cortisol e a adrenalina, um hormônio que deixa a gente pronto para atacar ou se defender. Há estudos que apontam a queda dos níveis dessa substância no corpo imediatamente após uma aula”, relata Deni Galdeano, professor e coordenador do curso de anatomia aplicada à ioga na Faculdade da Santa Casa de São Paulo.  

O profissional também está conduzindo um estudo semelhante com alunos, médicos e funcionários da Santa Casa. “Colhi a saliva dos praticantes para medir o cortisol, e as primeiras análises demonstram os efeitos positivos da ioga em relação às taxas de estresse”, explica Galdeano.  

Além disso, em experiência com mais de 800 participantes, cientistas europeus já observaram também que quem se dedica à ioga com frequência tem níveis menores do fator nuclear kappa b. Esse complexo controla um gene relacionado à produção da citocina, outra substância que aparece no corpo em períodos de alto estresse.  

Ainda, as investigações avaliam a influência da ioga na massa cinzenta. “Ficou comprovado que a prática interfere rapidamente na neuroplasticidade do cérebro, porque estimula o corpo de forma completa. Para se ter ideia, estudos apontam que fazer ioga por 12 semanas já provoca uma modificação estrutural do córtex pré-frontal, a parte responsável pelo foco e pela concentração”, explica Carol Rache, professora de ioga e neurocientista. 

E agora que você já sabe como a ioga reduz o estresse do trabalho, também ficou com vontade de ser um adepto da pr´´atica?