Treinar durante o período menstrual: sim ou não? - KinesioSport

Treinar durante o período menstrual: sim ou não?

Para algumas mulheres, a menstruação é um verdadeiro pesadelo: muita cólica, dores no corpo, indisposição e a famosa TPM. E treinar durante esses dias, então? Nem pensar! Mas para outras a questão ainda é um dilema: é melhor manter a rotina de treinamento nesses dias ou dar uma folga para o corpo? Confira uma relação de prós e contras de treinar durante o período menstrual.

Entenda o que acontece no seu corpo

Durante o período menstrual, o corpo da mulher passa por uma oscilação hormonal, que “prepara” o organismo para abrigar um bebê. Essa mudança provoca uma série de alterações, tanto físicas quanto emocionais. Do ponto de vista físico, e é normal se sentir indisposta, inchada, com dores pelo corpo e uma sensação de fraqueza.

Já o efeito emocional da menstruação pode deixar as mulheres mais introspectivas, sensíveis a emoções e com o apetite alterado – geralmente, mais voltado aos doces, principalmente o chocolate.

Efeitos da TPM

Na tensão pré-menstrual (TPM), os hormônios femininos começam a reduzir gradativamente sua concentração no organismo. Essa queda da progesterona e dos estrógenos provoca uma redução na energia das mulheres. Além disso, também é comum que neste período ocorram dores nos seios, irritabilidade, dores de cabeça, retenção de líquidos e prisão de ventre, o que pode incomodar e atrapalhar algumas práticas. Portanto, a depender da intensidade dos sintomas, é necessário realizar treinos mais leves, como alongamento ou yoga, por exemplo.

Durante a menstruação

Depois da TPM, geralmente a menstruação chega, e aí muitas mulheres acabam ficando completamente sem ânimo para os treinos. A endocrinologista da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), Carla Tamanini Ferrari, em entrevista ao portal Minha Vida, orienta quem se sentir assim a reduzir a intensidade dos treinos. “Aproveite este período para os treinos regenerativos, quando você pode pegar mais leve sem perder o ritmo. Neste caso, os exercícios leves são recomendados, até mesmo, para reduzir o desconforto abdominal”, aconselha Carla.

Pós-menstruação

Nos seis dias após a menstruação, há um aumento progressivo dos níveis de estrógeno e uma maior liberação de noradrenalina no corpo da mulher. Essas substâncias aumentam a motivação e melhoram o desempenho nas atividades físicas. Nesse período, é legal investir em treinos mais pesados, ou de resistência, como a musculação e o pilates; ou mesmo os aeróbicos, como corrida e spinning, por exemplo.

Cada corpo é um corpo

Lembre-se que cada corpo pode reage de uma maneira, e que não existe contraindicação para treinar menstruada. Além disso, a prática de exercícios aumenta o nível de alguns neurotransmissores, como a noradrenalina, a serotonina e a dopamina. Essas substâncias produzem uma sensação de relaxamento e bem-estar, e podem atuar como um remédio natural para o desconforto que ocorre no período menstrual.

Como você já sabe, para algumas mulheres o período menstrual é muito sofrido e sair da cama é difícil, tanto pela dor quanto pela quantidade do fluxo. Já para outras, deixar de treinar seria um problema, pois os benefícios do pós-treino são recompensadores. Por isso, respeite seu corpo! Se você não estiver bem, o melhor é descansar. Mas se achar que deve treinar durante o período menstrual, vá em frente: vista uma roupa confortável e mande ver!